Biografia

Dos primórdios…

Bem as primeiras lembranças que eu tenho de gravações na minha vida vem de 96, quando eu me gravava num som muito simples de fita K7, lembro que já naquela época, mesmo com a precariedade, pra mim era “mágico” me ouvir. Naquela época me lembro que para eu conseguir gravar “multipista” (se é que dá para chamar assim). Eu gravava primeiramente a base da música numa fita e depois colocava a mesma para tocar num outro som e gravava eu e a fita tocando, ficava com muito chiado, mas pelo menos era como se eu tivesse dois canais, isso já era um prelúdio para o tanto que eu teria que me virar nessa vida do áudio, acho que foi daí que comecei a desenvolver o meu talento por “tirar leite de pedra”, rs!

Em 1998 em parceria com um grande amigo meu, Leandro Fortes, montamos uma banda a “Eclipse” e nessa banda gravei meu primeiro disco em estúdio, lá em Criciúma. Não conseguimos arranjar um baterista na época, ou melhor a banda inteira, então decidimos gravar o disco só nós 2 mesmo cantando, tocando guitarra e com baixo e bateria sequenciados (imagina a beleza considerando os sons de midi da época!!!). Éramos a banda de 2! Esse disco infelizmente não ficou muito bom, até por que nós enquanto vocalistas não contribuímos muito para o êxito do mesmo, mas já foi uma experiência sensacional para mim e foi com certeza nesse momento que eu me apaixonei pelo ambiente do estúdio, lembro que era sensacional estar lá.

A Eclipse não deu muito certo e em 1999 eu fui chamado para cantar (por que eu tinha melhorado um pouquinho, rs) e tocar guitarra numa banda de metal melódico chamada Soul Hunter. Os caras na época estavam gravando uma demo na casa deles e lembro exatamente da sensação que me deu quando me disseram isso, pois era a oportunidade de gravar com mais qualidade e sem limite de tempo, os caras estavam gravando nos fundos de casa num computador simples.

Na época eu não tinha computador, era a época das “vacas MUITO magras” e nem sabia que era possível gravar sem um Pro Tools. O sistema usado era super simples com uma placa de som on board, mas sem dúvida muito melhor do que as minhas experiências com as fitas K7. Nessa demo eu acho que tive a minha primeira experiência como produtor, pois ainda que não estivesse ali com a mão na massa (não sabia nem ligar um computador) eu estava completamente envolvido com as decisões de timbre arranjos e também batendo cabeça em descobrir como gravar as coisas sem chiado.

Os “técnicos de gravação” nessa época eram os meus grandes amigos Juninho Bússolo, outro guitarrista da Soul Hunter, e o irmão dele Jacó Bussólo. O esquema dessa época era realmente precário, o computador que a gente usava na época não tinha configuração suficiente para tocar o playback da música enquanto gravávamos, diante disso, a gente tinha que gravar ouvindo metrônomo, bateria e afins, tocados num outro aparelho de som! Ia tudo para o computador com os takes maiores possíveis dai depois o Jaco e o Juninho pegavam os takes e montavam a música, TRETA!!!!!

Bem, com a Soul Hunter conseguimos uma gravadora de São Paulo a Megahard e assim fomos gravar um disco dessa vez com um produtor de metal, o Alexei Leão no seu estúdio em Florianópolis em 2000. Foi muito legal gravar esse disco, pois fiquei muitas horas gravando e aprendi bastante, o Alexei é um cara muito legal e inteligente, foi de grande importância esse contato com ele para que eu começasse a gravar pra valer. Junto a experiencia de gravação, finalmente ganhei um computador da minha mãe e do meu pai para que eu pudesse fazer os trabalhos da faculdade e logicamente que a primeira coisa que eu enxerguei foi um equipamento de gravação e não algo útil para a minha faculdade de Direito!

Definitivamente as memórias dessa época são fantásticas. O estilo da banda era o metal melódico, bem MELOSO mesmo, e todo mundo da banda tocava MUITO bem, a banda era o Fernandinho na bateria, Reny Peruchi nos teclados (lógico, banda de metal melódico sem teclado, setáloco!!???) e o Marcos Coelho no baixo. Todos grandes amigos que ficam para a minha vida inteira com certeza! Estou tentando resumir ao máximo as coisas aqui e focar no que se refere ao assunto gravação na minha vida, mas essas pessoas com certeza não posso deixar de citar! Foi divertido demais galera! bons momentos!